Recrutamento e Seleção na área de Educação

Veja como planejar uma produtiva reunião de pais e mestres

0

A reunião de pais, para muitos, pode parecer ser um momento para discutir notas e apontar os melhores alunos. Na verdade, esse encontro vai além disso. É um instante para apresentar metodologias, tirar dúvidas e fortalecer a participação dos pais no processo educacional do filho.

Mas sua importância não para por aí. Confira, neste texto, algumas informações relevantes sobre a reunião de pais e a função da escola nesse procedimento.

Qual a importância da reunião de pais?

Muitas vezes entendida como um momento em que unicamente se expõe a avaliação da escola sobre os alunos aos seus responsáveis, a reunião de pais vai bem além disso. Esse encontro é importante, acima de tudo, para estimular a participação dos pais na vida escolar do filho e fortalecer a importância de metodologias e aulas inovadoras.

Sabemos que o desempenho escolar do aluno está relacionado à presença dos pais no processo de motivação para os estudos. Se eles não se importam com o que o filho aprende ou faz na escola, provavelmente a criança não terá empenho em suas atividades escolares.

A reunião tem também a importância de solucionar dúvidas dos pais quanto à gestão escolar e orientação curricular, por exemplo. Não é apenas um momento em que a escola reporta aos pais o desempenho de seus filhos, mas também é o instante em que traz suas questões e contribuição para desenvolver o ensino. Trata-se de uma ocasião para a troca de informações.

Quais as funções da escola na reunião de pais?

A reunião escolar deve ser organizada e articulada de forma conjunta entre:

  • direção;
  • coordenação;
  • professores.

Cada um tem uma função específica durante esse encontro. Por exemplo, a direção e coordenação é responsável pela comunicação aos pais sobre os objetivos da escola e questões relacionadas à grade curricular e ao calendário escolar, tais como eventos e horários.

Também cabe à direção e à coordenação esclarecer aos pais a respeito de regras, funcionamento e responsabilidades da instituição. Ainda, esse grupo deve fazer a apresentação dos professores — caso seja início de período letivo — e passar informes gerais sobre a relação do aluno e aquela escola.

Já os professores explicam aos pais como é organizado o trabalho dentro de sala de aula. Eles devem falar sobre as rotinas, metodologias e processo de avaliação dos alunos. Também precisam escutar as propostas e dúvidas dos pais, tentando articular soluções.

Como as reuniões de pais devem ser executadas?

O primeiro passo é o planejamento. A cúpula escolar deve elaborar o roteiro da reunião, definindo os objetivos da reunião e demais aspectos a serem tratados. Assim, evita-se reuniões extensas, às quais os pais tendem a não comparecer por diversos motivos.

Além disso, é preciso comunicar os pais com antecedência a respeito do evento. Datas e horários devem ser pensados de acordo com a possibilidade de frequência dos pais. Existem escolas, por exemplo, que fazem suas reuniões à noite, para tentar atrair a participação familiar.

Durante a reunião é necessário apostar em uma boa dinâmica, abrindo perguntas aos pais. E ao fim, pedir um feedback deles quanto ao encontro.

Essas foram algumas informações sobre a reunião de pais. Além da participação frequente dos pais, os alunos também devem se sentir mais engajados no seu próprio processo educacional. Sendo assim, saiba como a gestão escolar pode construir a autonomia dos alunos!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.