Recrutamento e Seleção na área de Educação

Saiba como promover acolhimento de alunos novos na sala de aula

0

Infelizmente o ser humano é muito limitado. Ele tem um mundo inteiro para conhecer que ele é capaz de ver apenas com os próprios olhos. Só que há incontáveis mundos coexistindo no mesmo espaço — criados pelas experiências de outras pessoas — que ele não consegue visitar.

Mas já inventaram um tratamento para essa miopia: a empatia. Ela é o passaporte para conhecer o mundo que o outro vê e vai ser fundamental para que a sua escola acolha alunos novos na sala de aula.

Como não é fácil se conectar com o outro e as suas experiências, a empatia deve ser um exercício de todo dia. Sendo assim, não há lugar melhor do que a escola para começar esse aprendizado.

Para que isso aconteça, o perfil dos educadores da sua escola não pode carecer de sensibilidade e coragem para inovar.

No post de hoje vamos falar um pouco sobre a dificuldade que a gestão escolar encontra ao lidar com a diferença e sobre como transformar esse obstáculo em sucesso. Confira!

Entendendo a relação: diversidade vs. bullying

O primeiro assunto que vem em mente quando pensamos em um aluno diferente dos outros é em como os colegas vão lidar com essa dessemelhança. Casos de alunos LGBT’s, negros ou com distúrbios alimentares que sofrem com bullying são clássicos do ambiente escolar. Mas será que deveriam ser?

Combater a violência, tanto física quanto simbólica, é trabalho para a gestão da escola. Para além de outros danos, seus alunos não vão conseguir se concentrar no conteúdo se passarem a aula preocupados com as ameaças e os apelidos que receberam dos colegas. E é inadmissível também quando essa violência é causada pela própria gestão.

Por isso, o corpo docente e administrativo da escola deve estar atento e preparado para lidar com essas tensões, tanto para preveni-las como para remediá-las, já que o bullying acontece como reflexo de uma deficiência educativa anterior.

Criando a escola de Babel

Não é de hoje que o Brasil é destino de imigração. Desde a colonização, nós recebemos gente de todo lugar e as marcas desse trânsito são visíveis nos nossos rostos, no português brasileiro e nos nomes das ruas.

O crescimento econômico que vivemos na década passada, mesmo em tempos de crise em países europeus, não poderia passar despercebido para resto do mundo. O número de imigrantes de origem asiática — como chineses e coreanos — mais que dobrou e a de bolivianos também chegou perto disso.

A escola deve estar preparada para esse cenário e atender os filhos dessas famílias. No mundo globalizado que vivemos hoje, não podemos fingir que eles não possuem demandas específicas, mas também não podemos inclui-los na perspectiva de apenas minimizar as diferenças. Não é desse tipo de acolhida que essas crianças precisam.

Acolhendo alunos novos na sala de aula

Como lidar então com todas essas diferenças? O que a escola deve fazer é celebrar a diversidade! Entendendo o papel da escola, como espaço educativo, tanto no que diz respeito ao estudo da matemática, língua portuguesa, história, geografia, mas também em relação à socialização dos nossos jovens.

Quanto mais diversa a sala de aula, mais os seus alunos vão aprender sobre esses outros mundos que elas não conseguem acessar sozinhas.

Você deve ter percebido que ampliar a clientela de uma instituição de ensino não para em aumentar o número de matrículas. Os alunos são clientes que a escola precisa fidelizar todo dia, transformando-se num lugar no qual eles se sintam seguros para errar e aprender, e ela não conseguirá acolher alunos novos na sala de aula enquanto não criar esse espaço em que eles possam se expressar sem medo.

Transforme as diferenças em pauta de aulas e eventos — cineclubes temáticos, feiras de culinária, oficinas oferecidas pelas famílias dos alunos etc. A única forma de respeitar a diversidade é destacando a sua existência e mostrando para esses alunos que vocês querem conhecer o que eles têm de diferente.

Esperamos que o post de hoje tenha ajudado você a refletir sobre a importância de transformar a escola num espaço seguro para poder receber alunos novos na sala de aula. Quer ficar por dentro de outros assuntos relacionados à gestão escolar? Então assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.