Recrutamento e Seleção na área de Educação

Conheça a importância de se contratar estagiários na escola

0

Os cursos de licenciatura, por determinação do MEC, devem prever o cumprimento de atividades práticas em instituições de ensino básico, seja por meio de observação de aulas de professores já formados ou na própria atuação em sala de aula.

Portanto, para que apareçam mais profissionais competentes no mercado, é imprescindível que as diretorias estejam abertas para contratar estagiários na escola.

No post de hoje vamos falar sobre o processo de contratação e explicar porque a presença do estagiário na sua escola será não apenas uma experiência fundamental para a formação dele, mas também um frescor especial para a sala dos professores. Confira!

Como contratar estagiários na escola?

De acordo com determinações do MEC sobre os cursos de licenciatura, os professores em formação precisam cumprir um mínimo de 400 horas de estágio que, em geral, são divididas pelas instituições de ensino superior em, pelo menos, duas disciplinas ao fim do curso.

A principal função do estágio é servir como ponte entre teoria e prática e contribuir para a formação do aluno de licenciatura. Dessa forma, deve auxiliar na compreensão do aluno sobre as técnicas da sua futura profissão.

Para garantir a perspectiva formativa dessa experiência, é muito importante que o estagiário seja acompanhado de perto por um professor da escola, que será o supervisor de estágio.

O estágio não cria vínculo empregatício e não é obrigatório o pagamento de bolsa ou de auxílios para transporte e alimentação. Ainda assim, a atuação do estagiário deve ser regida por um termo de compromisso entre o aluno, a escola e a instituição de ensino superior.

Também é importante lembrar que o estagiário deverá estar coberto por seguro contra acidentes pessoais. Os cursos de licenciatura, em geral, já conhecem a necessidade desses procedimentos, de forma que a diretoria da escola provavelmente não precisará de ocupar de muita burocracia para além de assinar os termos.

Ainda assim, vale a pena conhecer a legislação mais detalhadamente. No site do MEC há uma série de documentos que tocam na questão do estágio, dos quais o mais importante é o Parecer CNE/CEB nº 35/2003.

Quais são as vantagens para o estagiário?

Não é à toa que o MEC exige o estágio para os cursos de licenciatura: dar aula é algo que só se aprende de verdade fazendo. Isso não quer dizer que toda a discussão que acontece na universidade seja inútil — ela é importantíssima! —, mas toda essa teoria só ganha vida quando o professor e o seu método se encontram com os alunos.

Uma vez que a experiência é o único jeito de garantir a qualidade desses profissionais, a escola precisa abraçar o seu papel na formação dos futuros professores. Esse é o momento de integração máxima da sua função de espaço de aprendizado duplo, uma vez que os professores são também alunos aprendendo a ensinar.

É só na escola que os professores em formação poderão elaborar planos de aula e avaliar a sua eficácia através da aplicação, adquirindo assim, dados para o aprimoramento da sua prática e compreensão da teoria que aprendeu na faculdade.

E quais os ganhos para a escola?

Ainda que os assuntos se repitam todos os anos, são sempre alunos diferentes ocupando as carteiras. Com o passar do tempo, a geração dos professores se afasta da geração dos seus pupilos e eles correm o risco de deixar escapar sutilezas da forma como eles aprendem por estarem dentro da mesma sala, mas em tempos diferentes.

Além disso, depois que saem da universidade, os professores ficam tão absorvidos pela rotina apertada na escola que param de acompanhar as pesquisas sobre educação e método pedagógico. Essa distância é muito perigosa e deve ser combatida também com estratégias de formação continuada.

Os estagiários, por serem mais jovens e por ainda terem esse contato com as discussões sobre educação que ocorrem na universidade, estarão mais dispostos a inovar e trarão intuições que, se encontrarem com a experiência do corpo docente da escola, poderão transformar a sala de aula num espaço mais envolvente para alunos e professores.

Deixe seu comentário. Gostaríamos de conhecer um pouco da sua experiência na contratação de estagiários de pedagogia na sua escola.

Quer acompanhar nossas próximas dicas sobre gestão escolar? Então curta nossa página no Facebook!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.