Recrutamento e Seleção na área de Educação

Como reduzir os custos da gestão escolar? Aprenda aqui!

0

Em tempos de crise econômica, é natural que estabelecer um equilíbrio entre despesas e receitas seja uma matemática complexa, que exige planejamento e mudanças estratégicas de hábitos de consumo. Mas como reduzir custos da gestão escolar sem deixar de lado a qualidade do ensino e a satisfação dos pais e alunos?

É essencial que a instituição de ensino tenha conhecimento de questões administrativas, como contratação de profissionais, projetos pedagógicos e que estabeleça um relacionamento com os pais dos alunos.

Por isso, listamos abaixo 5 medidas para reduzir os custos da gestão escolar, mantendo a qualidade de ensino. Acompanhe!

Use a água de forma racional

A água é um de nossos recursos naturais mais preciosos e, os custos da gestão escolar com ela são onerosos. Invista em seu uso inteligente, trocando as tradicionais torneiras por peças automáticas e substituindo vasos sanitários comuns por caixas acopladas.

Capte água a partir da chuva, usando telhas ou lajes, onde não há trânsito de pessoas. Calhas e condutores vão permitir que a água seja escoada horizontal e verticalmente. Com a instalação de um filtro autolimpante e um separador de água de chuva, ambos de baixo custo, o processo de aproveitamento desse recurso natural é finalizado.

Outra dica é a implantação de cisternas confeccionadas com 100% de material reciclado para armazenar a água da chuva, que servirão para a manutenção dos jardins, limpeza de pisos e descargas.

Campanhas de conscientização entre os alunos também podem contribuir para a redução de torneiras abertas e de descarga acionada excessivamente.

Reduza despesas com energia elétrica

Assim como a água, a energia elétrica é um dos grandes impulsionadores do custo da gestão escolar, especialmente com o valor das taxas e impostos cobrados nas contas de luz nos últimos anos.

Para evitar isso, o ideal é que a escola trace um plano com ações efetivas, como a realização de atividades ao ar livre, substituição de lâmpadas pelo modelo LED, manutenção do ar-condicionado limpo para evitar consumo desnecessário e instalação de placas solares.

Outra dica é incentivar alunos e funcionários a sempre desligarem computadores antes de deixarem a escola.

Crie projetos sustentáveis que envolvam os alunos

É importante que a equipe docente e todos os setores da escola estejam em sintonia no sentido de propor aos alunos projetos motivacionais de sustentabilidade, por exemplo, envolvendo várias disciplinas e a comunidade escolar.

Que tal trabalhar temas como água e vida na Terra, para que servem os aquíferos, transformações químicas da água, reciclagem de lixo, a importância da água para o desenvolvimento da fauna e da flora, principais emissores de poluição, uso racional dos solos e daí em diante.

Cabe à escola o papel de conscientizar e transformar alunos em cidadãos responsáveis e cientes da importância do meio ambiente para a qualidade de vida.

Elimine a quantidade de material impresso

Você já reparou como as escolas tendem a imprimir comunicados, listas de exercícios, provas e outros itens?

Uma forma de economizar é a criação, por parte do professor, de um documento único (como o Google Docs), uma espécie de planilha em que as atividades são comunicadas via internet aos alunos, desde que eles tenham acesso a este arquivo sempre que necessário. Funcionários também podem fazer o mesmo, evitando gastos com Agência de Correios.

A escola pode recorrer a aplicativos que permitem a participação de pais e alunos para transmitir informes. Alguns deles, como o PrintEco e o Printfrendly, podem reformatar documentos, evitando desperdícios desnecessários.

Outra dica é usar frente e verso de todas as folhas que forem usadas e reutilizar papéis como rascunho.

Mantenha um quadro docente qualificado

Embora não tenha um impacto direto nos custos de uma instituição de ensino, a contratação de profissionais de qualidade é essencial para que as rotinas de trabalho sejam desenvolvidas sem gasto de tempo e dinheiro.

Afinal de contas, professores satisfeitos geram mais lucros ou menos gastos porque faltam menos, pedem menos demissão, vestindo a camisa da escola e transmitindo essa empolgação a pais e alunos.

Como se vê, é possível reduzir custos na gestão escolar se as ações forem planejadas. E quem não gosta de uma escola moderna, atenta ao momento econômico? Então, gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo com exclusividade!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.